sobre os últimos dias

durante a minha primeira semana em cholila, a melhor coisa era era trabalhar o dia inteiro num silêncio quase absoluto, escutando praticamente só o som dos bichos ou do vento.

a segunda melhor coisa, definitivamente, era ouvir esse silêncio ser quebrado pela voz de Toli, que gritava lá de longe: “Raquel, ¡ya está lista la comida!

é sério. imagina almoçar e jantar na casa da sua avó todos os dias. era bem iso. eu tomava o café da manha pensando no almoço e o chá da tarde (sim, tínhamos um chá da tarde) pensando no jantar. um pouco assustador.

Toli é uma senhorinha de uns 80 anos que nao só trabalha em casa como também mantém um salao de chá e uma pousada, e que tem o melhor tempero do mundo. o maridao, miguel, já passou dos 90 anos, e nem por isso é menos ativo – ainda faz lá seus trabalhinhos no jardim.

é com sandra, a filha deles, que tenho trabalhado.

mas depois falo do trabalho. como eu ia dizendo, essas eram as duas melhores coisas, mas ambas terminaram no oitavo dia, com a chegada de uma outra chica para trabalhar. a partir daí, acabou-se o silêncio, e passamos a fazer nossa comidinha na casa onde dormimos, chamada “la casita”. agora chegou mais um cara, também pra trabalhar, e a organizaçao se mantém assim.

mas nao tem problema. o silêncio ainda se faz presente às vezes e, além do mais, cata e zach – os outros dois jovenzitos – sao muito amáveis. quanto à comida, até que é melhor assim. eu tava comendo umas quatro vezes mais do que seria capaz de suportar (e nao é exagero! mas a culpa nao é minha. lembre-se: era comida de vó).

agora sim, o trabalho:

estamos fazendo um galpao-loft-estùdio de yoga em construçao natural, com uma técnica chamada encofrado, que é mostrada (junto com outras) neste vídeo:

como demora! subimos uns poucos centímetros dia, os três juntos. já está decidido que, se um dia eu for construir pra mim uma casa de barro, vai ter que ser com muita ajuda.

já se foram quase três semanas nesse esquema. tá voando.

Anúncios

3 comentários sobre “sobre os últimos dias

  1. Veronica Gurgel 18/03/2012 / 14:51

    Você vai ficar mal acostumada com essa fartura de comida! Quero ver quando for ficar acampando e etc. de novo!

    Coloque fotos! Fotos!

  2. Paulo Cesar Gomes Gurgel 18/03/2012 / 22:38

    Pensei que o trabalho fosse te consumir…, mas que nada, a comida da vó está superando o desgaste, né?
    beijões
    Pai

  3. Elizabeth Pimentel Torres Gurgel 18/03/2012 / 23:16

    Acho razoável que coma bem, afinal, trabalhar assim gasta muita energia, e que energia…
    Linda casa.
    Quando for construir, me chame, estou pronta para ajudar.
    Beijos

comentários

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s